Mason Hiatt – Bio

Eu busco inspiração nos vinte anos de ricas experiências vividas meio à cultura brasileira para criar traduções dinâmicas que falam por si só. Morar e trabalhar em Porto Alegre, Salvador e São Paulo, capitais em três das cinco grandes regiões do Brasil, me proporcionou uma compreensão ampla desse país e a capacidade de transmitir integralmente este conhecimento para os leitores de língua inglesa. Em outras palavras, se seu objetivo é construir uma sólida ponte entre duas culturas muito diferentes, com agilidade e confiança, conte comigo!

A minha história com o Brasil começou há muito tempo, quando fui intercambista na Universidade de São Paulo e me apaixonei perdidamente pela língua portuguesa. Ao contrário de muitos dos meus colegas gringos, eu passava a maior parte dos meus dias debruçado sobre livros de história colonial e literatura, construindo glossários elaborados e me desafiando a memorizar até as palavras mais esdrúxulas. Esta paixão me pegou de surpresa. Eu sempre gostei de ler e escrever em inglês, mas, até conhecer o português, as línguas estrangeiras sempre foram isso mesmo para mim: estrangeiras. Essa paixão pela língua, somada à minha vontade de apresentar a meus amigos tudo o que eu vinha aprendendo, me levou a aventurar-me pela tradução de notícias e alguns contos. Nascia assim o sonho de tornar-me tradutor.

Cinco anos mais tarde, depois de obter a qualificação CELTA para lecionar inglês no exterior, mudei-me para Porto Alegre para trabalhar como professor e tornar-me fluente em português. A cultura do sul do Brasil era extremamente diferente do que eu tinha vivenciado em São Paulo, e esta experiência aumentou meu respeito pela amplitude da cultura e da história brasileira. Nos anos seguintes, a obra-prima de Darcy Ribeiro O Povo Brasileiro, e um curso de pós-graduação em Literatura Brasileira na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, que se concentra na história e cultura literária a partir da perspectiva de todas as cinco regiões do Brasil, me ajudaram a entender este lugar que eu havia escolhido como minha segunda casa.

Antes que eu percebesse, cinco anos haviam se passado sem uma única viagem de volta para os EUA! Cheguei mesmo a temer perder minha fluência em inglês e fiz questão de visitar os EUA pelo menos um mês a cada ano. Por fim, depois de viver em tempo integral no Brasil por uma década, eu me mudei de volta para Portland, Oregon e visito minha casa no Hemisfério Sul pelo menos uma vez por ano.

O sonho de me tornar tradutor profissional tornou-se realidade em 2005 e, desde então, já traduzi mais de 3,5 milhões de palavras para uma ampla gama de clientes, incluindo pequenas empresas, viajantes, professores, colecionadores de selos e algumas das maiores empresas do Brasil. Sou um membro ativo da Associação de Tradutores dos EUA e da Sociedade de Tradutores e Intérpretes de Oregon. Como profissional, trabalho com afinco para acompanhar as transformações do setor, que está mudando rapidamente com o desenvolvimento de ferramentas CAT (Tradução Assistida por Computador) e tradução automática. Em 2017, concluí o curso de Tradução Geral – Português-Inglês/Inglês-Português da NYU.